Alimentos ficaram 13,3% mais baratos no primeiro semestre, diz Cepea

Stefano Vasconcelos

Indicador da escola de agricultura da USP verifica os preços de produtos agrícolas no atacado. Apenas em junho, a queda foi de 2,2%

Os preços dos produtos agrícolas, como grãos, carnes e legumes e verduras, ficaram 13,3% mais baratos desde o começo do ano, de acordo com o Índice de Preços ao Produtor de Grupos de Produtos Agropecuários (IPPA) do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Esalq, escola de agricultura da Universidade de São Paulo (USP).

Os dados são de junho e dizem respeito ao comportamento dos preços no primeiro semestre. O IPPA verifica o preço dos alimentos no campo, aos produtores, e não aos consumidores.

Apenas em junho, a queda do IPPA foi de 2,2%, sendo que, considerados apenas os grãos, a queda foi de 2,9%.

Na pecuária, a retração no mês foi de 1,1% e, nos hortifrutis, a queda foi de 2%. Os preços da cana e do café (IPPA-Cana-Café) caíram 2,7%.

O Cepea aponta para a ajuda dupla tanto da queda nas cotações desses produtos nos mercados internacionais quanto do enfraquecimento do dólar frente ao real.

“No cenário internacional, houve queda de 1,4% nas cotações dos alimentos [em junho], cujo índice é divulgado pela FAO, e de 2,6% na taxa de câmbio oficial (US$/R$), divulgada pelo Banco Central”, apontou o Cepea em nota.

A FAO é o braço das Nações Unidas (ONU) para Alimentação e a Agricultura.

Considerado o desempenho no primeiro semestre, os preços internacionais dos alimentos também acumularam queda de 16,2%, enquanto a taxa de câmbio ficou 0,1% abaixo do patamar observado no mesmo período de 2022, de acordo com o Cepea.

Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *