Saiba quais são as uvas mais utilizadas para produzir vinhos

A diversidade de uvas é impressionante, com cerca de 5 mil espécies de uvas, as videiras são responsáveis por produzir excelentes vinhos. Segundo o empresário Marco Carbonari, a Itália e Portugal são os países que concentram a maior diversidade de espécies de uvas.

Além disso, as uvas mais usadas para confeccionar vinhos são a Cabernet Sauvignon, a Merlot, e Malbec, a Carmenère, a Syrah e a Pinot Noir, essas são exemplos de uvas tintas, Em se tratando das uvas brancas, Marco Carbonari aponta como a Chardonnay, Sauvignon Blanc e Riesling para resultar em excelentes vinhos brancos.

Vale ressaltar que é possível fabricar vinhos brancos a partir de uvas tintas, pois o que confere a cor vinho a bebida é a casca, sendo assim, há um processo de separação e não contato com a casca, resultando, dessa maneira, em vinhos brancos.

Originária da região de Bordeaux, França, a Cabernet Sauvignon é uma das uvas mais usadas para confeccionar vinhos. O empresário Marco Carbonari aponta diferentes nuances da cepa, sendo assim, muitos enófilos e especialistas costumam apontar como um bom vinhedo a partir da qualidade dos vinhos Cabernet.

Além disso, em se tratando da Merlot, os vinhos produzidos a partir desta cepa são excelentes vinhos. Marco Carbonari manifesta sua admiração para com a cepa, uma vez que a adaptação e sabores incríveis. Em climas quentes, Merlot é responsável por vinhos frutados e com taninos suaves, já em climas frios, a presença de taninos é marcante. Sendo assim, apresenta qualidade em ambas as disposições climáticas e vegetativas, além de possuir extrema qualidade jovem ou velho.

A uva Malbec, de origem francesa, se adaptou de forma excepcional em solo argentino, desse modo, as condições climáticas e o solo da região, proporcionaram uma ótima adaptação e sabores maravilhosos. O empresário Marco Carbonari explica que a Argentina ofereceu um ambiente ideal para a Malbe, uma vez que há o clima quente durante o dia que propicia o amadurecimento da videira e o clima frio durante a noite, desse modo, o resultado são vinhos apresentando taninos marcantes, mauros e arredondados, sem contar com sua textura e corpo aveludados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui