O Vinho na História da Humanidade, por Marco Antonio Carbonari

Você sabia que o vinho está presente em nossas vidas desde os tempos mais longínquos? Marco Antonio Carbonari, proprietário, produtor e especialista em vinhos a quase 20 anos nos contou que a bebida está presente na história a mais tempo do que imaginamos. Vem conferir:

Marco Antonio Carbonar diz que os primeiros indícios do vinho em nossa história são de 4000 a.C. que é quando os recipientes utilizados para o consumo de vinho são criados, porém apenas a cerca de três mil anos depois, surgem as evidências mais concretas.

Os gregos começaram a dominar as técnicas de vinificação e levam o cultivo de uvas para a Enotria Terra do Vinho (Itália). Os romanos começaram a investir na agricultura e regiões para o plantio, nessa época (100 a.C) Marco Antonio Carbonari nos conta que o vinho atuava como instrumento para demarcação de território. E 100 anos depois, é finalmente marcada a ocorrência de vinhedos em famosas regiões francesas.

Durante a Revolução Francesa os vinhos mais consumidos pelos ingleses (Bordeaux) deixaram de ser entregues, sendo assim, o beneficiado foi o vinho do Porto, que, sendo a única opção dos britânicos, começou a ser cada vez mais consumido em terras britânicas.

Marco Antonio Carbonari fala que, na Idade Moderna, a produção de vinho passou a ter mais atenção quanto a seu desenvolvimento. Foi descoberto que vinhos engarrafados e arrolhados duravam muito mais que apenas armazenados em barris, dando também melhores resultados em relação aos vinhos envelhecidos.

Na era das guerras mundiais e do avanço tecnológico, momento marcado também pela lei seca, os vinhos voltaram a ganhar total atenção e apoio científico, finalmente sendo possível que o cultivo de videiras e fermentação se expanda para países quentes com climas mais hostis e variados.

Marco Antonio Carbonari conta que nos dias atuais a produção é muito mais rigorosa e conta com auxílio de maquinários, além dos ácidos e taninos que agora estão presentes na fabricação da bebida. O produtor de vinho pode contar com consultoria internacional que possibilita que a produção de vinho alcance todos os mais diversos lugares do globo, mas mesmo assim, há algumas vinícolas que preferem cultivar suas uvas organicamente, tentando intervir o mínimo possível no processo.

Marco Antonio Carbonari finaliza dizendo que, a vinícola Villa Santa Maria produz seus vinhos de forma clássica, mantendo a essência e a qualidade da bebida elevadas. Convida todos também, a conhecer a vinícola localizada em São Bento do Sapucaí (SP). Agende sua visita pelo WhatsApp: (12) 9 9746-6298.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui