Primeiro dia da versão digital do Enem tem 68% de abstenção e sobrecarga no sistema

A primeira etapa da versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aconteceu neste domingo, 31. O vestibular foi aplicado em 104 cidades brasileiras e teve presença de 34.590 alunos e uma abstenção de 68%, número superior ao recorde anterior registrado na versão impressa da prova. Segundo o Inep, foram utilizando 93 mil computadores para realização do exame. O tema da redação desta edição foi “o desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil”. Pelas redes sociais, muitos jovens se manifestaram de forma positiva sobre o tema. No entanto, houve queixas de alunos que não puderam realizar a prova devido a falhas no sistema.

O ministro da educação, Milton Ribeiro, que estava de passagem por Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, disse que a instabilidade aconteceu por sobrecarga no sistema. Em coletiva de imprensa neste domingo, 31, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, disse estar ciente dos problemas e garantiu que haverá uma segunda oportunidade para quem não conseguiu realizar o exame. Lopes afirmou que a abstenção de 68% foi devido a pandemia. Com colapso no sistema de saúde, ele disse que a prova não foi aplicada no Amazonas, mas que os alunos também poderão refazê-las.

Segundo o presidente do Inep, o objetivo é tornar o Enem 100% digital até 2026. “A gente pode melhorar a forma como avaliamos os nossos alunos, como avaliamos os nossos participantes, fazendo questões melhores, trazendo toda riqueza do mundo digital para a avaliação. Com as provas digitais, a gente quer sair do paradigma do Enem ser uma avaliação em dois finais de semana para milhões de pessoas e passar a ter várias provas ao longo do ano e o aluno pode ter até mais de uma oportunidade de fazer o Enem naquele ano”, disse. Este ano, a prova está sendo realizada de forma impressa e digital em datas distintas. A versão impressa aconteceu nos dias 17 e 24 e de janeiro e a reaplicação, também no formato impresso, deve acontecer nos dias 23 e 24 de fevereiro. Na forma digital, a segunda prova está marcada para 7 de fevereiro.

*Com informações da repórter Camila Yunes