Ministério da Saúde negocia compra de 30 milhões de doses das vacinas Sputnik V e Covaxin

O Ministério da Saúde (MS) está negociando a aquisição de 30 milhões de doses das vacinas Sputnik V, desenvolvido pela Gamaleya, e Covaxin, desenvolvido pela Bharat Biotech. A informação foi confirmada pela assessoria da pasta através de comunicado enviado à imprensa. Segundo a nota, o MS terá uma reunião com os laboratórios russo e indiano na próxima sexta-feira, 5, para negociar a compra das doses do imunizante. A decisão e avançar as tratativas aconteceu depois que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou um novo protocolo que torna mais fácil a autorização para uso emergencial dos imunizantes. Segundo as novas normas, a realização dos estudos clínicos da fase 3 tornou-se dispensável.

Segundo o Ministério, a reunião irá abordar questões contratuais a aquisição dos imunizantes e a expectativa é ter acesso às vacinas durante o mês de fevereiro. A farmacêutica russa informou que poderá entregar 10 milhões de vacinas entre fevereiro e março e que a partir de abril passará a produzir 8 milhões de doses no Brasil em uma linha de produção no Distrito Federal. Já a empresa indiana deve entregar 8 milhões de doses em fevereiro e diz conseguir garantir a entrega de outras 12 milhões de doses em março. No momento, apenas a Coronavac e a vacina da Universidade de Oxford em parceria com a Astrazeneca têm autorização para uso emergencial.