Ibovespa fecha dia com alta de 0,5% e vai a 120 mil pontos; dólar vai para R$ 5,21

O Ibovespa mudou de sinal no meio da tarde desta quarta-feira, 25, e conseguiu conservar a linha de 120 mil pontos pelo segundo dia, após tê-la cedido em 16 de agosto, quando iniciou correção que consumiria 4,5 mil pontos até o pior fechamento da semana passada. Na semana, o índice da B3 acumula agora recuperação de 2,34%, com o fechamento desta quarta-feira, na máxima da sessão, em alta de 0,50%, aos 120.817,71 pontos, e mínima a 119.225,93, saindo de abertura aos 120.210,21 pontos.  No mês, limita agora a perda a 0,81% em agosto, avançando 1,51% no ano. O giro financeiro desta quarta-feira ficou em R$ 28,8 bilhões no fechamento. O arrefecimento das preocupações com as contas públicas, após dados fortes da arrecadação em julho, e a perspectiva de alta mais intensa da taxa Selic, na esteira da divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) de agosto acima das expectativas, abriram espaço para queda firme do dólar no pregão desta quarta. Após correr entre a máxima a R$ 5,2708 e a mínima a R$ 5,2068, o dólar à vista encerrou o pregão em queda de 0,97%, a R$ 5,2113 – o menor valor desde 4 de agosto (R$ 5,1858). Foi o segundo dia consecutivo de recuo firme do dólar, o que praticamente apagou a valorização acumulada da moeda americana no mês (+0,03%).

*Com informações do Estadão Conteúdo