Conselho Curador adia reunião para definir distribuição dos lucros do FGTS

Nesta terça-feira, 9, o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) discutiria a distribuição aos trabalhadores de parte do lucro obtido pelas correções monetárias do Fundo. A deliberação, no entanto, será adiada em uma semana em virtude do desmembramento do Ministério da Economia. Agora, o Conselho Curador fará parte do Ministério do Trabalho e Previdência, recriado pelo governo federal durante a mais recente reforma ministerial. A pasta será comandada por Onyx Lorenzoni, que deixou a Secretaria-Geral da Presidência da República para a entrada de Luiz Eduardo Ramos,

“A mudança de data se deveu à necessidade de reorganização de equipe e trabalhos do Conselho Curador do FGTS que passa a ser vinculado à estrutura do Ministério do Trabalho e Previdência e não mais ao do Ministério da Economia, conforme estabelecido pela Medida Provisória nº 1.058, de 27 de julho de 2021”, disse o Ministério da Economia em nova enviada à Jovem Pan. Segundo a pasta, o adiamento não prejudicará a deliberação sobre a distribuição de resultados do Fundo, cujos os créditos serão realizados até o dia 31 de agosto, como previsto na Lei nº 8.036, de 1990.