Charles Leclerc vai sofrer uma penalização na grelha de partida para o GP do Brasil de Fórmula 1 devido à troca do motor no seu Ferrari.

O monegasco teve uma fuga de óleo no GP dos EUA que o obrigou a recorrer a uma unidade de potência (PU) mais antiga para a Corrida de Austin. Agora, em Interlagos, vai recebeu um motor novo.

“O Charles vai ter uma unidade de potência nova, pois a sua ficou danificada no sábado de Austin, o que significa que teve de utilizar no restante fim de semana uma versão anteriormente usada e menos potente”, afirmou ao site da Fórmula 1 o diretor da Ferrari.

Mattia Binotto já antevê assim a penalização que Leclerc sofrerá – que deverá ser de pelo menos dez lugares na grelha de partida (podendo ser ainda de mais) – mas prefere apontar à performance que a equipa italiana poderá ter para o que falta correr.

“Montar uma nova PU significa receber uma penalização na grelha em São Paulo, mas nós devemos voltar ao nosso nível de performance normal e mostrar algum espírito de luta para terminar a época em alta”, reforçou Binotto à espera de confirmar “o progresso” feito no SF90.

O GP do Brasil de F1 é a 20.ª e última prova do calendário e vai decorrer no próximo fim de semana no Autodódromo José Carlos Pace, em Interlagos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *