Treze cidades do Amapá voltam a ficar sem energia elétrica

Treze cidades do estado do Amapá, incluindo a capital Macapá, ficaram sem energia elétrica na tarde desta quarta-feira, 13. Segundo a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), o problema que levou à falta de energia nos municípios ocorreu em uma linha de transmissão que é de responsabilidade da Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE) e monitorada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). O ONS deu detalhes da origem do problema, explicando que “houve o desligamento dos dois circuitos da linha de transmissão, em 230 kV, Laranjal – Macapá e das hidrelétricas de Ferreira Gomes, Cachoeira Caldeirão e Coaracy Nunes, com interrupção de 250 MW no estado do Amapá”.

A CEA, por sua vez, diz que após a normalização da situação, por volta das 16h20, começou a recompor os sistemas de distribuição. “Após a normalização da situação, a CEA iniciou a recomposição dos sistemas na capital Macapá e nos demais 12 municípios atingidos. E por volta de 18h30 havia normalizado o serviço de forma integral”, diz a assessoria da CEA. O ONS afirmou, ainda, que irá elaborar um relatório para o diagnóstico da nova ocorrência no Amapá. A Jovem Pan entrou em contato com a LMTE e aguarda resposta.

Dois meses atrás, no dia 3 de novembro, o estado passou por um problema parecido e 89% do estado ficou sem energia elétrica. Isso fez com que as eleições municipais no estado fossem adiadas e provocou uma corrida aos supermercados. Ao todo, a população ficou ao menos quatro dias inteiro sem energia. Em alguns lugares, o fornecimento foi retomado no dia 7. Ao todo, o estado viveu 20 dias de quedas e racionamento de energia até que a situação fosse normalizada.