‘Butantan revelará eficácia geral da CoronaVac nesta terça-feira’, diz Gorinchteyn

Em entrevista ao programa Morning Show, da Jovem Pan, nesta segunda-feira, 11, o secretário de Saúde de São Paulo afirmou que a taxa de eficácia geral da CoronaVac deve ser anunciada pelo Instituto Butantan nesta terça-feira, 12. “As críticas da comunidade sobre a suposta falta de transparência são justas e claras. Os dados da vacina contra a Covid-19, que atualmente estão restritos ao Instituto Butantan e à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), precisam vir à luz em nossa comunidade. Por isso, João Doria solicitou que as instituições tragam estes dados à público. O Butantan e a Anvisa devem revelar a eficácia geral da CoronaVac amanhã, em entrevista coletiva. Isso é justo, já que estamos em um momento em que precisamos de transparência”, disse Jean Gorinchteyn.

O Instituto Butantan, que desenvolve a CoronaVac em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, apresentou à Anvisa, na última sexta-feira, 8, o pedido de uso emergencial do imunizante. No entanto, no dia seguinte, o órgão regulador cobrou a submissão de mais informações sobre a vacina. Desde a oficialização do pedido, a agência reguladora possui o prazo de dez dias para conceder ou não o registro de emergência da CoronaVac.

“O Butantan enviou à Anvisa um dossiê contendo dez mil páginas com dados de todos os pacientes que participaram do estudo. De certa maneira, a solicitação de novas informações causou estranheza. A Anvisa é um órgão extremamente técnico, científico e ético, portanto deve estar agindo desta maneira devido a algum problema de comunicação com o Butantan, o que já estamos investigando. Neste momento não deveríamos nos prender à burocracia do ‘falta este papel ou falta o outro papel’ porque precisamos da vacina o mais rápido possível. Devemos imunizar nossa população de forma rápida, já que cerca de mil pessoas estão morrendo todos os dias no Brasil por conta do novo coronavírus“, reiterou o secretário de Saúde.

Na última quinta-feira, 7, João Doria revelou que a CoronaVac é 100% eficaz na prevenção de casos graves e moderados de Covid-19 e 78% eficaz para casos leves da doença. Apesar disso, pesquisadores e especialistas cobram a divulgação da taxa de eficácia geral do imunizante, que consiste na comparação de quantas pessoas ficaram doentes entre os grupos de vacinados e daqueles que apenas receberam o placebo. “Concordo que, como cientistas e médicos, precisamos saber os resultados da vacina. Cálculos não oficiais já demonstraram que a CoronaVac é absolutamente segura e eficaz na produção de anticorpos, por isso precisamos ter acesso aos dados oficiais”, concluiu Jean Gorinchteyn.

Confira na íntegra a entrevista do secretário de Saúde do estado São Paulo, Jean Gorinchteyn: