SC: Polícia investiga racismo e ameaça de morte contra 1ª vereadora negra eleita em Joinville

A Polícia Civil de Joinville, em Santa Catarina, investiga uma série de ataques racistas e ameaças de morte contra a vereadora eleita Ana Lucia Martins, do PT, nas redes sociais. Ela é a primeira negra na história da Câmara Municipal e foi a sétima mais votada, com 3.126 votos. “Agora só falta a gente matar ela e entrar o suplente, que é branco”, disse um perfil falso, de pessoas que se dizem membros de uma denominada “juventude hitlerista”.

O perfil também publicou: “os fascistas mandaram avisar que ela que se cuide”. Ana Lucia Martins registrou boletim de ocorrência nesta quarta-feira, 18.  Professora aposentada, ela fez uma campanha pautada nas bandeiras do movimento negro e das mulheres negras. Após a série de ataques, a vereadora eleita agradeceu as milhares de mensagens de apoio e solidariedade que vem recebendo. “Elas[mensagens de apoio] me fortalecem ainda mais para a luta, enchem meu coração de amor e carinho, e demonstram o quão necessário é este mandato”, disse. Ana Lucia enfatizou que foi eleita democraticamente e garantiu que não sucumbirá e não se calará. Ela salientou que não é mais possível tolerar ataques racistas, preconceituosos, discriminatórios e opressores. Após o ocorrido, nesta sexta-feira, 20, dia da Consciência Negra, o Movimento Negro Maria Laura fará um ato em solidariedade à vereadora na cidade. Segundo Ana Lucia a proposta é mostrar que “não iremos tolerar mais ataques racistas, preconceituosos, discriminatórios e opressores”.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni