Em evento, Bolsonaro ignora perguntas sobre novo apagão no Amapá

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ignorou perguntas sobre o novo apagão que atingiu o Amapá na noite de terça-feira, 17, quinze dias depois que os moradores do Estado terem ficado sem energia. O mandatário participava de uma cerimônia em Flores de Goiás quando foi questionado pelos jornalistas em duas oportunidades. Nas ocasiões, Bolsonaro não parou para responder as perguntas. Ele também não abordou o problema durante seu discurso no evento. Na noite de ontem, um novo apagão atingiu o Amapá, deixando moradores de 13 cidades, incluindo a capital Macapá, sem energia elétrica. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (NOS) disse que uma falha em uma linha de distribuição pode ter sido responsável pelo episódio. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) enviou ofícios ao ONS, à Companhia de Eletricidade do Amapá e à concessionária Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE) para cobrar explicações sobre o apagão de ontem.

Após o primeiro apagão, no começo do mês, Bolsonaro demorou quatro dias para se manifestar e, ao se pronunciar sobre o caso, disse que o governo federal não tinha culpa. A última vez que o assunto havia sido abordado pelo presidente foi no dia 9 de novembro, quando Bolsonaro disse que o problema estava sendo normalizado. Na mesma ocasião, o presidente criticou a empresa fornecedora de energia no Amapá e afirmou que o Ministério de Minas e Energia (MME) estava apurando o que causou os problemas. “Essa energia lá não é responsabilidade do Estado nem da União. É de uma empresa lá que ganhou a concessão”, disse o mandatário.

*Com informações do Estadão Conteúdo