Ocupação de leitos para Covid-19 é recorde no Rio de Janeiro

A taxa de ocupação dos leitos para pacientes com Covid-19 no Rio de Janeiro abriu a semana em um patamar bem elevado após chegar em 97% durante o final de semana. A procura por leitos na rede pública e também na privada aumentou bastante, fruto da flexibilização da quarentena na capital e também na menor oferta dos leitos. Hospitais de campanha do Estado e privados fecharam as portas ao longo dos últimos meses e o da Prefeitura também reduziu a oferta de leitos. A alta na ocupação já era esperada, mas os percentuais da semana passada bateram recorde nesta pandemia de Covid-19.

Nessa segunda-feira (16), a taxa de ocupação estava beirando os 90% na rede da capital. O estado se aproxima de 330 mil casos de coronavírus com cerca de 21,5 mil mortes. Para parte da população carioca a vida voltou ao normal e tem gente achando que a pandemia já foi embora. Duas pessoas, inclusive, foram detidas no final de semana, durante um lual com cerca de 2 mil pessoas na Praia do Arpoador na Zona Sul da cidade. Imagens do evento viralizaram na internet e mostraram a areia lotada de gente. Muitas pessoas sem máscara e aglomeradas. O organizador da festa e uma pessoa que se recusou a reduzir o voluma da música foram presos e levados para a delegacia.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga