Produtor do Porta dos Fundos, Cadu Barcellos é assassinado no RJ

O produtor e cineasta Carlos Eduardo Barcellos, de 34 anos, foi assaltado, esfaqueado e morto na madrugada da terça-feira (10) na região central do Rio de Janeiro, nas proximidades da Avenida Presidente Vargas. Cadu Barcellos, como era conhecido, trabalhava para o canal Porta dos Fundos e para uma emissora de televisão por assinatura. A família teve dificuldades para entrar em contato com Cadu durante o dia de ontem e o crime foi confirmado nesta quarta-feira (11). Ele era casado e deixa um filho pequeno. O corpo de Cadu está no IML do Rio de Janeiro. Entre os seus trabalhos de destaque estavam o semanal GregNews, do qual era assistente de direção, e o longa 5xFavela – Agora por Nós Mesmos.

O ator e roteirista Gregório Duvivier, que trabalhava com Cadu, postou uma mensagem em suas redes sociais. “Assassinaram um amigo, um parceiro de trabalho, uma das melhores pessoas que eu já conheci na vida. Um ser humano bom. Brilhante. Família. A morte do Cadu Barcellos deixa um buraco do tamanho do mundo”, disse no Twitter. “Se puderem, vejam o curta que ele dirigiu no 5xFavela – Agora por Nós Mesmos. Uma obra-prima. Ele tinha vinte e poucos anos quando dirigiu. “Cadu era um pai apaixonado. E tinha a família mais linda do mundo”, completou. Em seguida, ele replicou uma postagem do próprio Cadu Barcellos, feita no Instagram, e que dizia: “Meus heróis não morreram de overdose. Eles foram assassinados”.