Itaú anuncia Milton Maluhy Filho como novo CEO no lugar de Candido Bracher

O Conselho de Administração do Itaú anunciou nesta quinta-feira, 29, Milton Maluhy Filho como o novo presidente do banco, substituindo o atual CEO, Candido Bracher, que completará a idade 62 anos em dezembro – idade limite para ocupar o posto. Maluhy ocupará o cargo a partir de fevereiro de 2021. “Durante os próximos 3 meses, Candido e Milton conduzirão um processo de transição e a investidura efetiva do Milton nas novas funções se dará em 02 de fevereiro de 2021”, diz o comunicado do banco.

O novo CEO do Itaú Unibanco tem 44 anos de idade e ingressou na instituição em 2002. Ao longo da carreira, ele ocupou as funções de Gerente de Câmbio, Officer, Diretor e Diretor Executivo de Produtos, Mesas e Operações de Atacado, Diretor Executivo da Rede e de Cartões, CEO do banco no Chile e Vice Presidente da área de Riscos e Finanças. “Em todas estas posições sempre se destacou pela determinação na busca de resultados, pelo foco no interesse do cliente, pela capacidade de criar equipes produtivas e harmoniosas e pela grande identificação com a nossa cultura, o que o levou à posição de sócio do banco em 2011, aos 35 anos”, ressalta o Itaú.

De acordo com a instituição, a experiência de Maluhy e os diversos cargos ocupados o tornaram “especialmente qualificado para assumir as funções de CEO do Itaú Unibanco num momento tão crucial de nossa história. As prioridades agora estarão voltadas para a digitalização de nossas operações e a busca incansável do crescimento em um contexto competitivo particularmente dinâmico, que exigirá de todos a dose certa de ousadia, inovação e experimentalismo, somados a uma atenção absoluta à execução.”

O banco ainda agradece Candido Bracher e diz que ele “deixou sua marca em diversas frentes, especialmente no renovado foco no cliente” e permanecerá no Conselho de Administração no próximo ano. “Somos muito gratos pelo papel crucial que o Candido desempenhou nesse período, não só para o Itaú Unibanco, como também para o país, como pudemos assistir ao longo desses duros meses de pandemia. Uma postura exemplar nos negócios e na vida, de um grande banqueiro, que muito nos honrou com sua liderança nesses 4 anos”, diz o comunicado.