Apple anuncia iPhone 12 sem carregador e fones de ouvido; veja quanto vai custar

Nesta terça-feira, 13, a Apple anunciou a nova geração de seus celulares. Ao todo são quatro modelos: iPhone 12, iPhone 12 mini, iPhone 12 Pro e o iPhone 12 Pro Max. A maior novidade da linha é a ausência de carregador e fones de ouvido na caixa, que contará apenas com um cabo USB-C para Lightning. A justificativa é que os clientes do novo modelo já possuem carregadores em casa, ou podem adquirir o acessório de forma separada no site da empresa. Ainda sem previsão de lançamento e de valores para o Brasil, os preços vão de US$ 699 (R$ 3.900, na cotação atual*) para o iPhone 12 a US$ 1.099 (R$ 6.122) para o iPhone 12 Pro Max nos Estados Unidos. A pré-venda começa no dia 6 de novembro.

Os novos modelos tem processador A14 Bionic, que a Apple garante ser o mais veloz do mercado, e a tecnologia 5G, além de um ‘escudo de cerâmica’ que protege as telas dos celulares contra queda e a Super Retina XDR Display, um LCD superior a outros celulares e que tem mais brilho e contraste mais profundo. O iPhone 12 é 11% mais fino, 15% menor em volume e 16% mais leve que o iPhone 11. A diferença para o iPhone 12 mini é que ele tem 5,4 polegadas. Ambos tem uma câmera traseira de 12 MP (f/1.6) e outra ultra wide de 12 MP (f/2.4), além da câmara frontal de 12 MP (f/2.2). Os consumidores poderão encontrar os modelos nas cores preto, branco, vermelho, azul e verde.

Nos modelos Pro, a melhoria aconteceu na captura de imagens. O sistema de câmeras foi refeito, entre eles o da câmera wide que está 47% maior. Outra novidade é o sensor LiDAR, um recurso disponível no iPad Pro e que auxilia a mapear superfícies, piso, teto e paredes do ambiente em que o usuário está. O objetivo é melhorar o recurso de Realidade Aumentada. Além das câmeras dos modelos tradicionais, no Pro existe uma terceira câmera na parte traseira, teleobjetiva de 12 MP (f/2.0 no Pro e f/2.2 no Pro Max). O iPhone Pro tem 6,1 polegadas e o Pro Max 6,7 polegadas. A linha será vendida nas cores prata, grafite, dourado e azul.

*Consulta realizada em 13 de outubro com o dólar a R$ 5,57