Tradicional restaurante português de São Roque abre filial em São Paulo após isolamento na pandemia

O tradicional restaurante de culinária portuguesa Quinta do Olivardo, localizado na Estrada do Vinho em São Roque (SP), vai inaugurar a sua primeira filial. A nova casa será aberta no dia 17 deste mês no bairro do Brooklin, em São Paulo. A oportunidade de empreender nasceu em meio à pandemia do novo coronavírus. Por quase seis meses, o restaurante de São Roque ficou fechado devido às medidas de isolamento social impostas pela pandemia. Foi nesse momento que o empresário Olivardo Saqui teve a iniciativa de instalar um delivery em São Paulo para atender os seus clientes – 80% dos visitantes da Quinta são da capital. O sucesso foi tanto que nasceu a ideia da filial paulistana.

Como milhares de empresários, Olivardo viveu o medo de ver seu negócio fechar com a pandemia, mas conseguiu transformar o incerto em um momento de oportunidade. “Em meados de março, o surto de coronavírus me obrigou a fechar o restaurante. Coloquei mais de 200 colaboradores de férias, e fui atrás de linhas de crédito emergenciais do governo. Sem conseguir aprovação dos empréstimos, depois de 60 dias de casa fechada e com as atividades paradas, resolvi aderir ao sistema de delivery e drive-thru. Como 80% do meu público é de São Paulo, da capital, procurei uma cozinha para alugar e resolvi partir para o que era incerto para mim, o delivery. Não podia desistir. Tinha de continuar trabalhando. Me reinventei na pandemia. E nunca deixei de acreditar que tudo terminaria bem”, relata o empresário.

O restaurante reúne o sabor e a tradição da culinária portuguesa, sobretudo do mais nobre e conhecido prato dessa cultura, o bacalhau, reproduzindo receitas da Ilha da Madeira. No início deste ano, antes da pandemia, a Quinta recebia cerca de 7.000 visitantes aos fins de semana, num espaço de 4 hectares, que, além do restaurante, abriga lojas, quiosques com guloseimas típicas de Portugal, adega, plantação de videiras, lago com pedalinhos, fazendinha com animais e até tirolesa.

O nascimento do restaurante começou também após um momento delicado da vida do empresário. Filho de boia fria, Olivardo veio de família pobre. Era funcionário em uma vinícola da cidade, quando se viu desempregado em 2007. Com três filhos pequenos para criar e sem perspectiva de emprego, o empresário caiu em depressão. A luz chegou quando estava assistindo a um programa de televisão e ouviu uma frase da escritora Clarice Lispector: “Sonhe com aquilo que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance de fazer aquilo que quer”. A mensagem fez com que ele corresse atrás de seus sonhos. Decidiu vender os únicos bens que tinha, a casa própria e o veículo, para adquirir um sítio na Estrada do Vinho. Foi o primeiro passo na concretização do negócio que funciona há mais 10 anos na cidade do interior paulista. “A Quinta do Olivardo na capital é mais um sonho que se tornou realidade. Nunca devemos deixar de sonhar”, afirma o empresário.