NOVO LAND ROVER DEFENDER APARECE PELA PRIMEIRA VEZ NO BRASIL

Volkswagen Virtus

Fiat Cronos

Honda Civic

Toyota Corolla

Mercado

Segredos e flagras

Boletim CBN

Carro do Ano

Autocast

Motos

Achado Usado

Blog > Conexão Saloma

Modelos

Marcas

Compare

Avaliações

Testes

Comparativos

Jogo Rápido

Nas lojas

Que carro eu compro?

Novo ou usado?

Autocast ao Volante

Oficina

Teste de produtos

Recalls

Segurança

Reportagens

Cuida de mim (vídeo)

Revista digital

Assine

Autoesporte Seguros

A nova geração do Land Rover Defender, mostrada oficialmente no último Salão de Frankfurt (Alemanha), vai chegar ao Brasil em 2020. Porém, já é possível ver as primeiras especificações do jipe no site brasileiro da marca.

O modelo aparece apenas na carroceria alongada, chamada 110, com capacidade para carregar cinco ou sete passageiros. Todas as versões estão disponíveis: a de entrada, a S, SE e HSE, além da topo de linha First Edition

A única motorização, no entanto, que é oferecida no site é a P300, um 2.0 turbo a gasolina de 300 cv de potência. A tração, claro, é integral e a transmissão, automática de oito marchas de origem ZF. O modelo consegue ir de zero a 100 km/h em 8,1 segundos e vai até os 191 km/h.

Quando for lançado no Brasil de forma oficial, os motores diesel 2.0 (D200 e D240) devem ser disponibilizados. Conforme indicam os números, são 200 cv ou 240 cv — o torque de 43,8 kgfm é o mesmo para ambos. 

A configuração mais completa é a First Edition, que deve ser limitada a alguns exemplares para o Brasil (e mundo). 

O utlitário vem com faróis de Matrix LED e luzes diurnas, lanternas traseiras de LED, faróis de neblina, teto panorâmico elétrico, entrada sem chave, retrovisor interno com câmera e teto panorâmico.

A lista de itens de série deixa claro que o novo SUV não tem nada do jeito espartano do antecessor histórico. Há bancos de couro com regulagem elétrica, sistema de som Meridian e diversas tecnologias de assistência ao motorista: frenagem de emergência, câmera 360º, monitor de fadiga e de tráfego traseiro, assistente de manutenção da faixa de rodagem e de ponto cego, sensores de estacionamento 360º, controle de cruzeiro e limitador de velocidade.

O novo Defender pode receber atualizações remotas, assim como os modelos da Tesla. Os clientes poderão fazer download dos dados enquanto estão dormindo em casa, por exemplo. O painel de instrumentos é digital e tem 12,3 polegadas. A tela também é nova: tem uma nova geração de touchscreen e é mais intuitiva.

Algumas versões do Defender são equipadas com sistema de suspensão a ar, novidade no modelo. O sistema Adaptive Dynamics é capaz de monitorar os movimentos do veículo 500 vezes por segundo, e fazer o SUV reagir às condições de piso e dirigibilidade quase que instantaneamente.

Chamada de D7x, a plataforma é nova e muito mais durável. Segundo a montadora, o Defender tem a carroceria mais resistente que a Land Rover já produziu.

Os números são dignos de um jipão: carga útil máxima de 900 kg, teto estático de até 300kg, capacidade de reboque de 3,720 kg e profundidade de mergulho de até 90 centímetros. Segundo a montadora, o sistema Terrain Response 2 também foi aperfeiçoado.

Para se ter uma ideia, a nova arquitetura da carroceria tem 29 centímetros de distância do solo.

Ainda é cedo para falar de preço. Mas a estimativa é que o Defender chegue por iniciais R$ 225 mil.

Verificação de segurança

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui