WhatsApp promete ir à Justiça contra envio de mensagens em massa

O Whatsapp informou que vai levar à Justiça casos de violação dos termos de serviços, como envio de mensagens em massa e usos comerciais indevidos. Também serão punidas ocorrências que vierem de fora da plataforma, como anúncios de empresas que realizam os disparos em massa.

De acordo com a nota publicada, medidas legais contra práticas abusivas serão tomadas a partir do dia 7 de dezembro deste ano. Ainda assim, o aplicativo ameaça responsabilizar judicialmente infrações que ocorreram antes dessa data.

Dessa forma, poderiam ser punidas empresas envolvidas na disseminação de conteúdo político durante as eleições brasileiras em 2018. Segundo o aplicativo, milhares de contas consideras abusivas já foram banidas e notificadas extrajudicialmente.

Apesar da decisão de endurecer as medidas punitivas, o comunicado foi publicado na semana passada sem muito alarde. Normalmente mudanças importantes na plataforma são anunciadas no blog oficial e compartilhadas nas redes sociais. Desta vez, no entanto, a informação apareceu apenas em um dos centenas de textos da seção de perguntas e respostas do site do aplicativo.

*Com informações da repórter Larissa Coelho